HERÔ

logomarca

SAIBA DIFERENCIAR COSMÉTICOS NATURAIS, ORGÂNICOS E VEGANOS

O mercado de cosméticos naturais, orgânicos e veganos está crescendo cada vez mais, como devem notar. Isso se deve aos benefícios à saúde e ao meio ambiente e também pela entrega que um produto com essas características pode oferecer.

Você também confunde o natural, orgânico e vegano? Eles têm muita associação entre si, mas existem diferenças entre eles. 

Então venha entender melhor esses conceitos, aprofundar e tirar todas as suas dúvidas de vez.

1-COSMÉTICOS NATURAIS

Primeiro vamos entender o que um cosmético natural precisa ter e o que não pode ter para que seja classificado como natural. 

Quando vemos algo natural no mundo dos cosméticos automaticamente pensamos em plantas mas não é só disso que se trata. Os cosméticos naturais são livres de ingredientes potencialmente danosos à saúde. Muitas pessoas desenvolvem alergias ao longo da vida e não sabem que essa alergia pode estar ligada a um ingrediente de um creme corporal por exemplo, e passa anos gastando dinheiro com produtos com alto custo, por não terem o conhecimento sobre o natural. 

De fato, vamos entender o que é um cosmético natural. Essa classificação está diretamente ligada à origem do ingrediente utilizado para produzi-lo. 

Atualmente no Brasil não existe uma legislação específica para regulamentar cosméticos naturais e orgânicos. Mas algumas empresas certificadoras, como a IBD, garantem a origem e qualidade dos ingredientes usados oferecendo um selo para esses produtos.

De acordo com o IBD (Instituto Biodinâmico de Desenvolvimento Rural) é considerado natural se é de origem vegetal, mineral (exceto os de origem fóssil), ou derivado de fonte natural desde que sejam extraídos por meio de processos que não resultem em modificações químicas intencionais. 

Para que um cosmético seja identificado como natural, a formulação deve ser, no mínimo, 95% composta por insumos naturais, que podem ser de origem animal, vegetal, mineral ou marinho, e os outros 5% de substâncias sintéticas, que também devem ser aprovadas pela ANVISA. Entre as substâncias aprovadas estão: extratos vegetais, corantes naturais, polímeros naturais, óleos vegetais, entre outros.

2- COSMÉTICOS ORGÂNICOS

Os cosméticos orgânicos são sempre naturais. O que os diferencia é a forma sustentável na produção dos ingredientes que são produzidos a partir de ingredientes sem pesticidas, sem hormônios, sem antibióticos e sem organismos modificados geneticamente.

São obtidos por meio de métodos de agricultura orgânica ou de colheita silvestre. Para obter a certificação de produto orgânico, as certificadoras analisam toda a cadeia de fabricação, desde a plantação até a fase final de produção. 

Para a IBD um cosmético para receber a certificação como orgânico deve possuir de 95% a 100% das substâncias naturais de origem vegetal, animal e derivadas do natural presentes no produto e devem vir de extração orgânica controlada.

3- COSMÉTICOS VEGANOS

Cosméticos veganos não possuem nenhum produto ou subproduto de origem animal. Por exemplo, mel e seus derivados, leite e seus derivados, lanolina, colágeno entre outros.

Além disso,  são 100% livres de maus-tratos aos animais e a qualquer tipo de teste em animal. 

Para ser considerado vegano, um cosmético não necessariamente precisa ser natural ou orgânico. Apesar de muita gente acreditar que o vegano é natural, ele não precisa seguir esta regra. Pode apenas ser livre de testes e ingredientes animais, e ainda assim conter derivados do petróleo, conservantes não aprovados e silicones.

FAÇA PARTE DA COMUNIDADE
HERŌ BEAUTE
Receba todas as novidades e lançamentos em primeira mão e ganhe 10% de desconto na sua primeira compra.

* campos obrigatórios